Machine Girl.

putinha.

putinha.

Devo dizer, este irrita. Vale pelo Gore, mas o áudio é irritante, nunca ouvi tanto grito em minha vida e cheguei a ficar tonto com a gritaria. Japonês grita por tudo, até pra conversar eles gritam. Pior que ela nem faz sexo no filme, desconfio que pra variar, ia gritar. Ou só pra ser broxante, ia ficar calada.

Nos longos minutos de filme, a calcinha da Machine Girl apareceu no máximo cinco vezes.

um raro momento de prazer.

um raro momento de prazer.

E era pra ser um gore com colegial japonesa misturada com Evil Dead. E é, mas não funciona bem. Apesar que, tem coisas geniais nele. Mas esqueça o horror aqui, e fique só com o trash e o gore, misturado com o action e o game. A impressão é de uma adaptação de Mortal Kombat. Nada do que eu esperava, mas vale por algumas cenas de morte bem nojentas; Uma abertura bem inspirada, com falas tipo Jaspion e um clima de Grindhouse; Uma mão empanada; Um vômito de tripas e, o melhor de tudo, o menos esperado e incrível sutiã perfurador. Esse vale o filme todo, mas demora muito até chegar nas sequênciais finais pra poder ver isso.

Se a gritaria e a falta de nudez não tivesse me irritado tanto, Machine Girl seria apaixonante. Em outros momentos – como na subjetiva da metralhadora mandando chumbo, ou em violentices como um furioso arrancamento de cara à base de bala – entrevemos um stress que seria essencial de forma mais constante e sem tanto grito.

Uma dose a menos de karatê também melhorava.
Mas é inegável que é um must-see dos lixos atuais, embora seja daquele jeito descompromissado, e com volume baixo. Bem baixo.

Saul Mendez para o Gore Bahia, 01/05/2009

Anúncios

1 Comentário

  1. aheuhaeueahuah

    “a girl. a machine girl” fez eu lembrar de “a máquina de foder” de bukowski.

    pelo que li, o texto é mais divertido que o filme. mas, bem, o sutiã perfurador soa sensacional.
    boa sorte com o wordpress e o seu visual tão mais aristocrático. ^^

    Curtir


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Manda uma ideia aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow GORE BAHIA on WordPress.com
  • Facebook

  • Instagram

    Coisas para fazer após o carnaval: Partir para o cinema e conferir o novo filme de aventura do rei Kong, o novo suspense de M. Night Shyamalan, o nacional de horror O Rastro e a adaptação do anime de ficção científica Ghost in the Shell. Com um lançamento atrás do outro, este é um dos melhores meses do ano pra assistir na telona.

#março2017 #cinema #horror #terror #suspense #scifi Os filmes influenciam os crimes ou os crimes influenciam os filmes? Uma revisão sobre o julgamento público do boneco Chucky nos anos 90, o assassinato de James Bulger e o povo contra O. .J. Simpson em www.gorebahia.com (Link clicável na Bio). #cinema #horror #crime #chucky #childsplay #jamesbulger #terror #gore #brasil Os lançamentos de #fevereiro2017 tem uma ligação intrínseca: Gore Verbinski, diretor de A CURA, foi também diretor do primeiro filme americano da franquia O CHAMADO, que ressurge nas telonas com a terceira aparição de Samara, a Sadako dos USA.

#cinema2017 #horror #terror #rings #ochamado3 #acureforwellness #a_cura O nome que se dá ao medo das sextas-feiras é tão fácil de falar quanto mapear o sentido desse temor: Parascavedecatriafobia.

Muito antes de Jason Vorhees, o dia já causava tensão. Seu nome vem da deusa nórdica da fertilidade, Frigga, cujo culto foi considerado paganismo pelos cristãos. Diz-se que Frigga se reunia com mais onze mulheres para adorar ao diabo, décimo terceiro integrante do conciliábulo. Desde então, o dia de Frigga/Friday/Sexta foi assim nomeado no calendário como o dia das "bruxas". Ainda para os nórdicos, consta que Loki, num banquete em Valhalla, chegou em meio aos doze presentes (sem ter sido convidado) com o plano de matar Baldur, o preferido da galera. Qualquer semelhança com Judas Iscariotes, décimo terceiro em meio aos seus onze colegas apóstolos e Jesus de Nazaré, é mera coincidência.

Antropofagia cultural ou não, tomem muito cuidado com a Parascavedecatriafobia e bom happy hour a todos do GoreBahia!! Arte: Blair Sayer (www.shirtoid.com)

#sextafeira13 #cinema #fridaythe13th #friday13th #13th Agora 2017 começou! Conheça a polêmica dos nus femininos nos filmes de horror em www.gorebahia.com , um ensaio sobre a canonização das "scream queens" perpassando muitos clássicos do cinema americano, japonês e nacional. Link clicável na bio! 
#cinema #horror #terror #screamqueens #lollipopchainsaw Realmenteeeee um 2017 cheio de insanidades para você, você e toooodos vocêeees! #zedocaixao #coffinjoe #darkside #2017
  • Twitter