SEXTA-FEIRA 13: Um jogo de matar!

friday_imagempost

Um dos lançamentos de terror mais aguardado no mundo dos games é o Friday 13th.  A união da equipe do filme original – Sean S. Cunnigham (criador/diretor), Tom Savini (Maquiador/FX) e Harry Manfredini (Trilha Sonora) e Kane Hodder (Ator que interpretou Jason Vorhees no filme original e em mais três filmes da franquia) – com a desenvolvedora Illfonic já começa como um dos fatores mais importantes pro interesse no jogo: fãs da franquia de filmes que aterrorizou os anos 80, a equipe de desenvolvedores já estava produzindo uma proposta semelhante que se chamaria Slasher Vol. 1: Summer Camp, quando foram abordados pelo próprio Sean Cunningham com a proposta de converter o projeto no jogo que traria de volta Jason Vorhees das águas profundas de Crystal Lake.

friday-game-3

O que chamou a atenção de Cunningham (que ofereceu a licença da marca de graça para a Illfonic) é que a premissa do jogo é incrível: oferecer uma experiência multiplayer dentro do universo dos slasher movies, onde os assassinatos ocorrem sequencialmente em um cenário delimitado, seja uma rua, uma casa, ou um acampamento. Estamos falando, provavelmente, do maior e mais interessante multiplayer de terror a ser criado em muito tempo. O sistema é 1v7 (um contra sete), se tratando do chamado “multiplayer assimétrico”, onde um sorteado jogará como Jason Vorhees (com o objetivo de matar geral) e outros sete jogadores tentarão, no papel das jovens vítimas, fugir das mais diversas maneiras. Interessante, não? (ATUALIZAÇÃO: O jogo será lançado apenas em 2017, atraso devido à produção também de um modo história/single player para o jogo, atendendo a pedidos dos fãs que aguardam ansiosos).

Pois foi assim que, tão interessados quanto Cunningham, o resto da equipe foi entrando no processo: Tom Savini ficou maravilhado com a possibilidade de recriar o personagem lendário em 3D, representando suas diversas “fases” em skins que poderão ser utilizadas durante o jogo, escaneando os movimentos do próprio Kane Hodder para conferir a mecânica correta ao personagem. Harry Manfredini decidiu contribuir também – homem que carrega a mágica do suspense em suas músicas – compondo especialmente para que o jogo cause o mesmo medo que o publico sentiu no filme.

Alguns desses momentos já podem ser conferidos em material Alpha (pra quem não sabe, os jogos em sua fase quase-pronta passam pelo estado Pré-Alpha, Alpha e Beta antes de chegar à versão final que será comercializada), disponibilizado em trailers de gameplay. Um desses trailers foi exibido na E3 2016, onde já podemos ter uma ideia da percepção aguçada e poderes de teletransporte que Jason poderá utilizar durante o jogo, assim como a sensação de ser um dos sete arquétipos de “counselor” fugindo e se escondendo pelo acampamento. Outro trailer, exibido na Pax West 2016, é um videoclipe revelando algumas das cenas de morte possíveis durante o jogo, criadas por Tom Savini, muitas das quais sendo referência direta para os fãs.

imgcounselors

Entre os sete personagens “counselor” disponíveis, temos os arquétipos da garota nerd, o descolado antissocial, a garota atlética, o mauricinho, o esportista, o simpático inteligente e a “Girl Next Door”, que seria a scream queen, a protagonista nos filmes. Segundo os desenvolvedores, outros arquétipos foram planejados e poderão ser desbloqueados.

O jogo está sendo produzido com Unreal Engine 4 (Rainbow Six Vegas, Bioshock 1 e 2, Mirror’s Edge, Mortal Kombat X, Deus Ex, Borderlands, Batman: Arkham Knight, Life is Strange, Gears of War, entre outros), o que já garante uma mecânica boa e uma jogabilidade relevante. O que já foi revelado do sistema de jogo é que será necessário um trabalho conjunto entre os “counselors” para conseguir sobreviver, escapar ou vencer Jason Vorhees. Habilidades específicas de cada personagem, unidos à distribuição de ferramentas, peças e veículos – com suas respectivas limitações – pelo mapa devem ajudar e complicar ao mesmo tempo, tornando o jogo possível (ou menos impossível!). Em um dos vídeos de gameplay da Alpha vemos o desespero de jogadores que conseguiram preparar uma canoa onde, infelizmente, só cabem dois! Essa é apenas uma das muitas situações em que os players poderão se deparar durante o jogo. Ainda, destoando um tanto dos filmes mas tornando a experiência multiplayer mais competitiva, haverá o surgimento de um telefone aleatoriamente no mapa em algum momento; se algum jogador conseguir chegar até ele, uma ligação para a polícia é feita e, a partir daí, um tempo limite passará a contar e os jogadores precisarão apenas aguentar mais aqueles minutinhos pra fugir com vida. Cada segundo conta!

f13game_cabin1

O jogo será disponibilizado para as plataformas XBOX ONE, Playstation 4 e PC (Windows) pela Steam e, até agora, não existe confirmação se haverá ou não um modo história (Single Player). Para manter a violência, nudez e gore, como devido, a equipe de desenvolvimento preferiu não se prender às limitações de uma produtora e partiu para o financiamento coletivo via BackerKit e Kickstarter, alcançando a incrível quantia de 1.2 milhões de dólares. Não bateram ainda, no entanto, o valor que seria necessário para a criação desse modo a mais para o game – o que permanece uma incógnita e uma possibilidade. A garantia de servidores lotados de players se dá, inclusive, através desse resultado: A partir da doação de 30 dólares para o projeto, já se ganha o código de download do jogo, seja qual for a plataforma. Ou seja: o jogo vem sendo financiado pelas próprias vendas. É muita venda!

8936192375681a9a088830

Ainda como campanha promocional, a Illfonic apresentou um complexo tridimensional chamado “Virtual Cabin” (Cabine virtual) lotado de easter-eggs, vídeos, detalhes da produção e até um “museu” das skins que o Vorhees poderá utilizar in-game. Essa é a primeira vez em que ouço falar de uma campanha promocional obrigatoriamente imersiva! Essa quase-Demo, infelizmente, só pode ser apreciada através de um código de download por quem já financiou o projeto.

Mas, e aí? Pronto pra matar (ou morrer)? Tenho certeza que será viciante tanto para gamers de longa data quanto para os fãs do bom terror. Eu fico por aqui, e vou separar logo os meus 30 dólares!

Saul Mendez Filho para o GoreBahia, 29/09/2016

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Manda uma ideia aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow GORE BAHIA on WordPress.com
  • Facebook

  • Instagram

    A gravata do Lloyd Kaufman não nega: Ele é fã do GoreBahia. Só não é esse fã todo do Lars Von Trier e seu Dogma 95! Muitas reflexões sobre fazer cinema no Brasil e o jeito Kaufman de fazer, sem dinheiro estatal! www.gorebahia.com link na bio.

#cinema #brasil #troma #lloydkaufman #dogma95 #larsvontrier Conheça CANIBAIS ( #TheGreenInferno ), o filme do diretor de O Albergue que demorou quase três anos pra ser lançado e nunca chegou no Brasil. www.gorebahia.com Link na bio. #cinema #horror #EliRoth Redescubra Black Mirror com suas referências analisadas detalhadamente, com atenção especial aos diretores de cada episódio em www.gorebahia.com, link clicável na Bio. #netflix #blackmirror #charliebrooker #twilightzone O minimalismo gótico de Oz Perkins e seus fantasmas chegou ao GoreBahia. Um dos representantes mais afiados do cinema moderno de horror americano, cujo trabalho mais recente pode ser visto no Netflix, e sobre o qual você pode saber tudo antes em www.gorebahia.com - Link clicável na bio. 
#cinema #ozperkins #horror #february #netflix #IAmThePrettyThingThatLivesInTheHouse #OUltimoCapitulo #TheBlackcoatsDaughter Começando a semana com uma extensa lista de filmes e muito trabalho pela frente! Como dizia #jacktheripper, vamos por partes... #colors #gore #horror #cinema O vizinho desse filme é um cara gente boa. Recomendadíssimo suspense da dupla Marcus Dunstan e Patrick Melton, o veredito em www.gorebahia.com - link clicável na bio. #horror #cinema #suspense #theneighbor
  • Twitter