Liga da Justiça SOMBRIA – O Filme

darkjustice_blog_facebook

É oficial: A DC não vai desistir de produzir a Liga da Justiça Sombria nos cinemas. O sinal disso é que, apesar de todas as reviravoltas desse projeto que vem se desenvolvendo desde 2012, já existe um roteiro (em procedimentos de finalização) e nomes definidos para a direção e roteiro. A previsão é que, em 2018, não só tenhamos um novo filme do PREDADOR, como também um universo de heróis que lidam com magia, demônios e toda aquela macumba que os heróis de cueca vermelha não chegam nem perto. Chuta!

A LIGA DA JUSTIÇA SOMBRIA EM QUADRINHOS

Em 2011, quando a DC lançou seu reboot dos quadrinhos conhecido como “Os Novos 52”, a crítica caiu matando. Enquanto um ou outro personagem ressurgia modernizado de forma habilidosa, a maioria das tentativas caia por terra. Em meio às novidades, a DC criou uma série chamada “Justice League Dark” – A Liga da Justiça Sombria, que consistia em reunir alguns dos personagens mais sombrios (e subutilizados) de seu universo com outros que estavam relegados à seriedade do selo Vertigo, em um espaço neutro desligado dos acontecimentos das outras revistas. A escolha para o roteiro não podia ser melhor, visto que reuniu Peter Milligan (Escolado na 2000 AD britânica, cara que passou por títulos como Homem Animal, Hellblazer e Elektra ao lado de Deodato) e Jeff Lemire (Premiado pelo ótimo Sweet Tooth), sendo que este último acabou assumindo total responsabilidade pelo roteiro a partir da edição número 9. O foco nos personagens – ainda que em histórias de ritmo veloz características das HQs seriadas de heróis – é o que ressaltou a série como uma das melhores apostas da DC naquele momento.

justice-league-dark-dc-colin-farrell-john

Dentre os personagens trazidos do selo Vertigo, o principal é John Constantine – que ganhou também uma série própria seguindo a linha “herói”, muito longe do velho Hellblazer. O novo formato criou divergências entre os fãs, mas estava claro que o objetivo era popularizar ainda mais o personagem, visto que a série televisiva também estava encaminhada. Assim como o tempo fechou para os Novos 52, exigindo uma nova tentativa de reboot por parte da DC, o tempo também fechou muito rápido para a série Constantine, que encerrou com apenas uma temporada.

O ROTEIRO DE GUILLERMO DEL TORO

No entanto, em 2012, Guillermo del Toro indicou que estava empolgadíssimo produzindo o roteiro para um filme da Liga da Justiça Sombria, série pela qual tinha se apaixonado com muita facilidade. É possível entender o porquê: Além de reunir Constantine, Tim Hunter (de Livros da Magia) e o Monstro do Pântano (Clássico de Alan Moore), todos eles do excelente selo Vertigo, os personagens e contextos ressaltados na série remetem a uma era em que a DC investia em quadrinhos de ficção e horror com as revistas House of Mystery e House of Secrets (Materializadas anos depois como locais do universo DC, aparecendo no Sandman de Neil Gaiman como as respectivas casas mágicas de Caim e Abel). Foram nessas revistas que surgiram, pela primeira vez, personagens como o Caçador de Marte e o próprio Monstro do Pântano. Durante uma fase dos anos 80, até Elvira (Sim, aquela dos filmes) foi uma personagem que comandava a “Casa do Mistério” que veio a ser, durante Os Novos 52, o QG da Liga liderada por Constantine.

justld_cv32justice-league-dark-movie-cast-characters

Del Toro, no entanto, esteve ocupado ao longo dos anos com seus inúmeros projetos, entre eles a série THE STRAIN e seus últimos filmes Círculo de Fogo (Pacific Rim, 2013) e A Colina Escarlate (Crimson Peak, 2015), mesmo tendo entregue um roteiro final no ano de 2014. Em meio a isso, choveram declarações do diretor, nas quais ora o filme seria realizado em um contexto desligado do universo DC das séries e demais filmes (que na época estavam em pré-produção), ora faria parte desse universo, considerando aqui todos os problemas referentes a essa “unificação” que ainda dá muita dor de cabeça à DC. Por fim, ainda houveram declarações que tornavam possível a presença de Matt Ryan, astro da série televisiva, no papel do Constantine dos cinemas – enquanto que, tempos depois, surgiam rumores de Colin Farrell e até Ewan McGregor para esse papel. De rumor em rumor, ainda não se sabe exatamente o que acontecerá; mas o certo é que Del Toro está fora da jogada.

A NOVA EQUIPE DE PRODUÇÃO

Para quem esperava, como eu, o roteiro e direção infalíveis de Guillermo Del Toro, ficaremos apenas na vontade. Ele poderia fazer de Liga da Justiça Sombria o mesmo que fez por Hellboy nos cinemas – o foco na relação entre personagens quebrantados, aberrações tentando conviver e sobreviver a si mesmas, enfim, tudo o que Jeff Lemire soube fazer com a HQ da Liga. Na revista, temos ótimas situações a serem exploradas: A paixão entre Constantine e Zatanna, ambos traindo Nick Necro, como observamos no prelúdio do número zero; O romance entre Desafiador (Deadman) e Madame Xanadu, um fantasma e uma vidente imortal centenária; A relação entre Tim Hunter e seu pai, assim como a relação entre Alec Holland (O Monstro do Pântano) com sua sobrinha e o vilão Anton Arcane; E, no geral, todas as nuances que Constantine consegue criar em seus relacionamentos, principalmente com Holland e Desafiador.

Em entrevista para o Daily Beast, Del Toro declarou: “A Warner gostou do meu script. Eles estavam muito entusiasmados e queriam aprovar o projeto, mas as gravações seriam na mesma época da filmagem de Círculo de Fogo 2 […] Eles me colocaram em uma situação muito difícil, e eu escolhi fazer Círculo de Fogo 2.”

O roteiro final está agora por conta de um quase desconhecido Michael Gillio e a direção – que já teve a possibilidade de cair nas mãos de Fede Alvarez, do muito aplaudido O Homem Nas Trevas, deste ano – acabou nas mãos de Doug Liman, diretor exclusivamente técnico, eficiente mas de pouca personalidade. O que ainda mantém as expectativas altas é a presença de Del Toro ao lado de Scott Rudin na produção, o que, aliado ao alto nível de investimento que a DC vem aplicando para suas produções, tende a trazer bons resultados.

A maioria dos rumores indica que, assim como no filme de animação da Liga (que será lançado no início de 2017), podemos esperar um roteiro bastante ligado ao Monstro do Pântano, com Anton Arcane como inimigo principal e até o aparecimento do Homem Florônico, inimigo do personagem na histórica fase de Alan Moore na HQ. Há ainda a possibilidade da aparição de outros heróis do universo DC, como o Batman, visto que a maior probabilidade é que a Liga da Justiça Sombria faça sim, parte do universo DC nos cinemas. As filmagens devem começar ainda no final deste ano,  com execução pela New Line Cinema (subsidiária da Warner Bros.) e o filme deverá se chamar DARK UNIVERSE (Universo Sombrio). Ele deve estrear apenas no final de 2018, o que prevê muitas surpresas e reviravoltas pela frente…

Saul Mendez Filho para o Gore Bahia, 14/10/2016

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Manda uma ideia aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Follow GORE BAHIA on WordPress.com
  • Facebook

  • Instagram

    A gravata do Lloyd Kaufman não nega: Ele é fã do GoreBahia. Só não é esse fã todo do Lars Von Trier e seu Dogma 95! Muitas reflexões sobre fazer cinema no Brasil e o jeito Kaufman de fazer, sem dinheiro estatal! www.gorebahia.com link na bio.

#cinema #brasil #troma #lloydkaufman #dogma95 #larsvontrier Conheça CANIBAIS ( #TheGreenInferno ), o filme do diretor de O Albergue que demorou quase três anos pra ser lançado e nunca chegou no Brasil. www.gorebahia.com Link na bio. #cinema #horror #EliRoth Redescubra Black Mirror com suas referências analisadas detalhadamente, com atenção especial aos diretores de cada episódio em www.gorebahia.com, link clicável na Bio. #netflix #blackmirror #charliebrooker #twilightzone O minimalismo gótico de Oz Perkins e seus fantasmas chegou ao GoreBahia. Um dos representantes mais afiados do cinema moderno de horror americano, cujo trabalho mais recente pode ser visto no Netflix, e sobre o qual você pode saber tudo antes em www.gorebahia.com - Link clicável na bio. 
#cinema #ozperkins #horror #february #netflix #IAmThePrettyThingThatLivesInTheHouse #OUltimoCapitulo #TheBlackcoatsDaughter Começando a semana com uma extensa lista de filmes e muito trabalho pela frente! Como dizia #jacktheripper, vamos por partes... #colors #gore #horror #cinema O vizinho desse filme é um cara gente boa. Recomendadíssimo suspense da dupla Marcus Dunstan e Patrick Melton, o veredito em www.gorebahia.com - link clicável na bio. #horror #cinema #suspense #theneighbor
  • Twitter