INNER GHOSTS: O poder colaborativo no cinema de horror

innerghosts_post

Entre grandes lançamentos de uma indústria que volta seus olhos cada vez mais ao gênero, os caminhos para a produção cinematográfica de horror se ampliam além-mar e distanciados do grande mercado hollywoodiano. É quando tecnologia, suor, talento e poder criativo se reúnem que surpresas se revelam e todo um mundo se descortina. Estamos falando de projetos independentes, que conseguem o apoio principalmente através dos fãs com financiamento coletivo via Kickstarter. O nível de qualidade dessas produções é tão alto quanto as novas tecnologias permitem, e o respeito à história do gênero tanto em técnica, estética e citacionismo é um bônus: é comum que os envolvidos sejam, eles mesmos, fãs do horror. De fã para fã, surgem projetos fantásticos como The Conduit, Fire on the Mountain e Dead Quiet.

Através do financiamento coletivo, artistas como o fotógrafo de horror Joshua Hoffine já conseguiram desenvolver projetos em filme que provavelmente nunca teriam a chance de apresentar aos aficionados, visto que a grande indústria não possui o olhar tão apurado e – ainda que existam esforços em alavancar o “novo sangue” do gênero através de nomes como Blumhouse (de Jason Blum) e Ghost House (de Sam Raimi) – as empresas de médio porte não são fortes o bastante para fornecer espaço de entrada no mercado para sequer 10% dos profissionais que merecem atenção. No Brasil, projetos começam a pipocar também no Kickstarter, mas um tem chamado mais a atenção do que todos os outros: INNER GHOSTS.

INNER GHOSTS teaser poster 6

https://www.kickstarter.com/projects/2020744475/inner-ghosts/widget/video.html

Seguindo a vanguarda de produções de nacionalidade múltipla (como o ótimo O Silêncio do Céu, de Marco Dutra), INNER GHOSTS é uma co-produção entre Brasil e Portugal, filmada com atores britânicos e com efeitos de pós-produção realizados na Índia. Ao total, a produção envolve técnicos de pelo menos 15 países. É um exemplo maior da revolução digital. Em apenas uma semana de lançamento da campanha no Kickstarter, o projeto já arrecadou 66% do orçamento em dólares. Não é pouca coisa! O motivo principal é, claramente, o nível de qualidade observado no teaser: um trabalho minucioso de iluminação, atrizes expressivas e efeitos de maquiagem como nos agrada, pelas mãos do talentoso João Rapaz. O filme apresenta um GORE bem realizado e criaturas grotescas em texturas realistas, sem apelar para a computação gráfica chinfrim e com uma qualidade de imagem que denota modernidade enquanto mantém os dois pés fincados na estética de um horror clássico. A exemplo de minuciosidade, a atriz Ana Sofia Leite precisou passar por cinco horas de maquiagem todo dia no set de filmagem para interpretar a entidade “The Hunter” e algumas cenas foram tão complexas de realizar que demandaram o uso de metrônomos para controlar o ritmo das ações. A divulgação também acompanha esse nível de qualidade, contando com um belíssimo cartaz criado pela canadense Sara Deck, amplamente inspirado no glamour dos cartazes de outros tempos. Inner Ghosts, com sua história de combate mediúnico, retoma os alicerces do conflito entre o bem e o mal com uma roupagem científica extremamente interessante, entre fantasmas, demônios, neurocirurgias e tecnologias de comunicação com o além-túmulo.

Por trás do projeto, o roteirista Paulo Leite – conhecedor e aficionado do horror – une forças com o premiado João Alves na direção, fazendo uma curiosa ponte entre Recife e Portugal que apenas a sociedade da informação em rede poderia proporcionar. Acentuando o clima de vanguarda em termos de comunicação, uma das contrapartidas de investir no projeto pelo Kickstarter é focado no network: um meeting com o roteirista Paulo Leite, objetivado a contribuir com toda a experiência e o conhecimento necessário para um projeto cinematográfico do colaborador. Assim se traçam os novos caminhos da produção no gênero, e novas sementes brotam das árvores que geraram fruto – o que demonstra uma maturidade única por parte dos fundadores da Bad Behavior, cujo slogan acertado é “the future classics of horror transmedia”.

INNER GHOSTS foi selecionado para a seção “Work in Progress” do Frontières Co-Production Market, uma plataforma de network em forma de evento organizada pelo Fantasia Film Festival – Montreal em parceria com o Marchè du Film – Festival de Cannes. A equipe do Frontières seleciona todo ano, entre os muitos projetos enviados, 20 para serem apresentados aos profissionais da indústria, o que é por si só um atestado de qualidade. Após um início de campanha com o pé direito no Kickstarter, a equipe de Inner Ghosts se encaminha para o Marchè du Film, de onde prosseguirão a divulgação com o belo Cannes Palais como cenário de fundo, enquanto aguardamos o lançamento de mais imagens e teasers para preparar o espírito…

Saul Mendez Filho para o GoreBahia, 12/05/2017

 

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Manda uma ideia aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s